Pages

9 de agosto de 2006

Como era diferente....


Então eu era bem diferente do que sou agora, como disse o feijão eu era dona de mim e muito forte sempre decidida, hj sou fraca chorona e gorda essa é a pior parte....
Eu já pesei 48k, tive um corpo bem definido, alta magra, com cabelos curtos, compridos, vermelhos, rosa, laranja, branco só não foi azul, já usei brinco, coloquei piercing, andei de skate, bicicleta, joguei basketball, futebol, fui boa no teatro, já dancei em uma comitiva, adora rodeios, já curti rave, já fui coroinha, pentelha e moleka, dei muito trabalho para minha mãe, cantei em uma banda evangélica, fui cabeleireira, vendedora, secretária, já trabalhei com caminhoneiros e isso não é nada facil, já fui alguém que tem muitas histórias para contar, já quis até escrever um livro.... e por ai vai. A e no auge da juventude fui modelo, magra sem cor, era legal! mais não era para mim!
Hj sou uma gordinha que não consegue emagracer pois só pensa em comer, estou me sentindo horrível, feia com cara de acabada, sinto que aquela moça que eu era desapareceu, e olha que lea era marcante, quero emagracer, poder colocar uma blusa sem sair correndo para colocar uma camiseta porque as gordurinhas estão aparecendo, usar novamente um sutiã bonito sem ver que meu peito está caindo para fora pelas beiras, que estão caidos, feios que nem consigo olhar, não sei mais o que é olhar e no espelho e ficar aterrorizada por causa de uma estrias, afinal tenho tantas, estou pior que bucha vegetal, eu sinceramente estou me acabando aos poucos, parece que aquela vontade toda de estar sempre linda e bela foi embora, quando ken me conheceu estava de mini saia blusa decotada com barriga de fora, um salto lindo cabelos curtos e vermelhos, deve ser horrível ver no que me transformei, e pelo jeito não vou conseguir melhorar muito, quando vierem os remédios vou voltar a ser a mesma dependente de sempre, a mesma tonta lesada, que ficava babando o tempo todo, e morrendo de sono, meu apelido até já foi Ilhama, pode ter certeza eu me sentia muito mal, sempre na base de calmantes e remédios tarjas preta.
E olha eles voltando com força total, e agora com companhia.....
Eu estou com vergonha do que me transformei!!!!!!!!!!!!!!!

2 comentários:

disse...

Pam, querida, não fique assim. O seu corpo mudou pq vc mudou. Vc acabou de ter um filho e é normal o corpo sofrer algumas tranformações, mas se isso está te fazendo tão mal assim, se esforça um pouquinho e tenta fechar a boca. Eu sei que vc consegue voltar ao corpinho de antes, é só se dedicar. Afinal, vc tem a estrutura de uma pessoa magra. Eu sei (e como sei!) o quanto é difícil ver uma coisa gostosa na sua frente e se conter, mas é importante pra VOCÊ que vc se controle. Se for o caso, procure uma nutricionista ou endocrinologista. Nem preciso dizer que a nutricionista é mil vezes melhor que o endocrino né? Pq ela vai te ensinar a comer direito e o endocrino vai te mandar tomar remédios (algo que não vai te trazer nem um pingo de benefícios).
Bom, se cuida, hein?
Beijo!

thais disse...

Pam, emagrecer vc consegue. Basta querer.
Estrias, eu tb tenho, e muitas. Preço uma zebra. De verdade. O Bhuda até brincou e falou pra tatuar de preto. He he he he
No começo, eu pensava seriamente em plástica, em peeling, etc etc. Hoje, plástica não quero. Peeling, talvez. Mas, sinceramente? São marcas do que eu já passei, do que eu vivi, das minhas duas gestações que foram maravilhosamente vividas. Talvez eu queira conviver com elas. Talvez vc tb, algum dia, descubra que vc é amada por muita coisa além do corpinho.
Sabe, eu emagreci o que ganhei, mas meu corpo não voltou ao que era, não. Sobra barriga, falta peito. Mas eu estou bem com isso. Hoje.

Tenta ir ao cabeleireiro, se maquiar, cuidar dos seus pontos fortes. Pára de prestar atenção no que tá feio, mulher!

beijo