Pages

4 de julho de 2007

qual a força que existe?

Gostaria de saber o que nos leva a pensar que as coisas vão melhorar, pois eu não estou achando esse pensamento esperançoso aqui dentro.
a unica coisa que estou enxergando é raiva, dor, medo, angustia, culpa, tristeza, vazio, tudo de mais tolo que possa existir é o que eu sou.
O que me tornei.
pode parecer ridiculo eu vir aqui todos os dias me lamentar, mais se for aqui vai ser onde? como?
me afogando no meu choro?
pedindo a Deus ou quem quer que me escute que essas dores no peito passem logo, que eu não infarte antes da hora, ou que pelo menos não seja na frente do Fe, e de mais ninguem,..... pode ser na frente do cachorro, ......
eu gostaria de chegar todos os dias e encontar um carinho, um bj, um agrado, quem sabe um dia qualquer um cartão?, uma flor inutil?
quem sabe ouvir que sou importante para alguém?
gostaria de ver meu filho crescendo me respeitando, e não me tratando como se eu fosse a bruxa feia e nojenta da história toda.
queria ter animo para me arrumar e ir buscar meu remédio que está pronto a 3 dias, para que essas dores nas mãos passem, ou que pelo menos se amenizem.
porque eu acho que sou uma pessoa legal, amiga, prestativa.
ontem era meia-noite eu resolvi fazer faxina, eu me desestresso na vassoura, um dia posso tomar o lustra-móveis para ver se fico mais cara de pau e coloco tudo isso para fora para quem merece ouvir....
como meu peito está doendo hj, ...... mais acho que ainda não é hj.
posso esperar um pouco mais para escrever meu testamento de culpas e sentimentos mal entendidos.
porque é assim que eu vejo as coisas, como o fim do mundo.
eu nem sei porque, mais sempre foi assim.
parece que a palavra fim é maior do que 3 letras.
Caralho eu só quero um colo, um lugar para chorar em paz, ou ao menos acender um cigarro e tomar uma boa vodka, isso não resolve mais me faz dormir.
pois dormir já não é tão facil. e nem tão bom.
esse friozinho é uma delícia, para se esquentar dormindo juntinho a outra pessoa, sinto minhas noites cada vez mais frias.
do que adianta amar tanto? se dedicar de corpo e alma?
ser uma pessoa melhor?
tentar deixar tudo no lugar?
pensar em formas de sair do buraco que vc mesmo cavucou?
eu to com raiva do mundo
to com medo de minhas próprias palavras, de magoar.
eu me quero de volta, quero viver por mim tb e não só por outra pessoinha, e outra pessoa.
que parece que nem me vê mais.
Eu to aqui porra!!!!!!!!!!!!!
eu amo e quero muito ser amada da mesma forma..........
receber no minímo um sorriso sincero por dia.
um abraço.
eu vou morrer, sabendo que tudo a que se resume minha vida, são os outros, é ser coadjuvante na minha própria história.
desculpa mais eu precisava disso, para poder ao menos conseguir chorar nem que seja escondido.....

3 comentários:

B i a disse...

Como eu já tinha dito ra thá,o blog é seuo ventilador,pragueje,chore,se lamente,jogue merda no ventilador,se lamente mais,chore,chore o que for necessário,ou como eu digo,até cansar...

Queria eu poder te ajudar,te dar um sacudão;te mostrar que apesar das adversidades a vida é bela,é,sempre tem muita merda no caminho,mas a gente põe um belo salto e passa por todas elas...

Agora e vc,dá um sacudão aí,mostra e demonstra e fala do que vc precisa,nada que sinceridade e uma puta conversa não melhorem alguma coisa...

criança é um ser imprevisivel,assim como a gente.Amamos e odiamos no mesmo segundo,com a mesma ânsia e sede...

Vc precisa cavar de volta,ou melhor,ir cavando e tapando,pra nunca mais o buraco abrir de novo...

Eu sei,não é fácil,mas não é impossivel.

Lute,viva,se anime,sobreviva,chore,beije,grite...viva sempre,cada dia mais...

qualquer coisa lopes.bia@hotmail.com

desculpe pelo coment post

lulu disse...

pam, querida!
lembra o que eu te disse em uma das nossas conversas por telefone há muuuuito tempo atrás? CONVERSA, mulher! esse é sempre o primeiro passo pra resolução de coisas pela metade. vc precisa criar coragem e conversar, esquecer esse medo que vc tem de magoar, de pressionar a outra pessoa, pq vc só tá se magoando cada vez mais.
agora, o fê não te odeia. vc é a mãe dele, com certeza é uma das pessoas que ele mais ama na vida. mas vc deve saber muito bem sobre os milhares de conflitos mãe-filho que vcs vão enfrentar. isso é natural. não fique se lamentando achando que o problema é com vc, pq NÃO É! vc é uma mãe maravilhosa e ele sabe disso melhor do que ninguém, mesmo que ainda seja um bebezinho.
força, pam! caramba, vc é forte! vc consegue, vc vai ver!
dia 14 tô aí, pra gente conversar.
um beijo

thais disse...

bia disse tuuuuuuudoooo!

CONVERSA! CONVERSA!

Agora o Fê: ele é bebê! Mas não é burro. Ele sabe onde ele consegue o que quer e onde ele pode ir quando precisar. Vc vai ver que não tem naaaaaaaaaaaaaaaaada disso. VOCÊ é a pessoa que ele mais ama. Mas ele sabe usar os outros. Ah, se sabe!

beijo