Pages

30 de julho de 2008

Não sei só que quero entender

Eu passo o dia todo fazendo alguma coisa, mais parece que nada tá bom, parece que não tem graça, to sentindo falta de algo mais, de estudar, ou trabalhar sinto tanta falta da loja, para quem não sabe eu trabalhei na Demillus no centro, nossa como eu chorei para conseguir aquele emprego, o salário era uma droga, mais eu precisava mesmo assim de alguma coisa, eu sempre fui timida....é verdade, e eu sofri muito por lá porque eu não sabia vender, eu não sabia como chegar nas pessoas e convencelas de que aquele modelo era lindo, mesmo porque eu não conseguia mentir, e ai o chefe queria me mandar embora mais as meninas me ajudaram muito, sempre estavam do meu lado me ajudando a falar e as vezes até passavam vendas no meu numero, ai eu comecei a pegar o jeito e eu ia trabalhar andando, tipo andava uns 40 min, para ir e vir, sai cedo e voltava tarde, eu não tinha vida pós serviço tava sempre acabada, trabalhava em pé, 1 semana do mês era minha para lavar o banheiro todos os dias, a cozinha uma vez, e colocar todas as marmitas para esquentar, sem contar limpar as minhas caixas todas as semanas, e as meias, uma das bancaas era minha tb e cuidar das plantas, eu sempre detestei cuidar de planta, então esse era o meu castigo. Conversava com todo mundo em volta principalmente com o pessoal da delegacia, o bando viu. De sexta tinha pagode na frente da loja e um dia eu fui, eu tinha meus interesses lá, que merda, dancei muito, isso é fato eu danço qualquer tipo de musica, mais o meu interesse não foi como pensava desencanei e não voltei mais, comia doce comprado no centro e nos sabados comia coxinha, minha marmita era gigante, tipo pedreiro mesmo e eu tinha que almoçar as 11:30 pode? Passava o resto do dia com fome. Mais sabe eu sinto falta, eu era magra pra caramba. E vivia mudando a cor do cabelo rsrsrsrsrsrsr. bjks

E essa é Keka minha chefinha, que foi quem me apresentou os TNTs, incluindo o Ken que tava morto de bebado no dia rsrsrsr mais isso conto depois

2 comentários:

Morrocoy disse...

Ahhh fala sério, quando a gente está na situação chega a odiar às vezes, mas depois de um tempo sente uma saudaaade! Eu também olho com nostalgia pro tempo que trabalhava empacotando provas... mas na época tinha dias que queria largar tudo e sair correndo. Hahaha. É bom ter boas (e não tão boas) recordações!
Bjos!

thais disse...

hauhauaha
ah, eu não sirvo pra ser vendedora......hauhauah

beijo