Pages

24 de outubro de 2008

A ansiedade fora de controle


É que posso definir meus dias. Brigas Muito choro Muita coisa sem resposta E claro muita magoa Magoa sim, por mim por ele e por nós dois. Apesar de nos amarmos, não somos perfeitos, não somos de todo corretos Mais e para dizer E para vomitar todas as palavras que vão formando um texto aqui dentro, e que nunca sai. E que só escuta que só aguenta. Do outro lado da corda tb tem alguém que sente as mesmas coisas E pela fragilidade de sentimentos e imaturidade, não conseguimos dizer nada um para o outro. Mais eu consigo chorar, eu consigo me matar aos poucos com tanta coisa crescendo aqui dentro, e vc consegue procurar pessoas que te ajudam e que ficam com vc aconteça o que for. Mais eu não sou eu nunca fui assim. Eu mal consigo de verdade olhar para a cara de alguém e dizer eu não gosto disso, e o medo de magoar e ferir as pessoas. Claro que as vezes eu fico numa maré altissíma de sinceridade que até eu duvido de que não baixou alguma coisa aqui dentro, porque não é normal. O normal é chorar sozinha, engolir a seco as coisas, e no mais agressivo acender um cigarro e tomar um trago, claro sozinha. Eu sei que faz mal mais é assim que eu sou e acho que nunca vou mudar. Tenho certeza eu não vou mudar, eu não quero mudar isso. Se eu tenho problemas o que me faz pensar de que contar para alguém pode resolver alguma coisa? nada, isso só gera comentários, pensamentos que nem precisam ser falados pela boca, os olhos não são a janela da nossa alma? Pois bem a vidraça da minha janela está trincada, suja, engordurada e escura.

2 comentários:

thais disse...

pam, falar ajuda.
a pessoa pode te ajudar a ver a coisa por outro ângulo.

se vc não quer mudar, filha, ninguém vai poder te ajudar com isso. só posso te dizer que falar o que vem à cabeça na hora que vem é bom. e muito! lava a alma.

se a relação for boa, mesmo que haja uma briga na hora, as coisas se resolvem. se a relação for ruim e estragar, e daí?
me diz? pra que manter uma coisa podre?

beijo

Morrocoy disse...

Querida, não guarde as mágoas. Elas só corroem por dentro!

Que o bom Deus te proteja, sempre!
Beijos