Pages

21 de setembro de 2010

Medo e chuva de gelo


parecia um inferno gelado

esse carro ficou preso
olha isso gente
a rua de baixo
O sofá da minha tia
atras da casa tem esse canto olhem o gelo ainda lá encostado na parede do quarto
Essa escada nem dava para ver, e é a saida para a rua
Tudo isso nadava
Gente hj eu passei por uma que senhor
Aquela chuva de gelo em Guarulhos, foi horrivel, minha casa alagou, tinha gelo em tudo quanto era canto da casa, folhas e terra, a escada parecia uma cachoeira, eu sozinha com os bbs e nas outras 3 casas não tinha ninguem, as pessoas não me ouviam gritar por causa do barulho das pedras enormes que caiam, o telefone não funcionava, meu celular não tinha sinal, nada gente, eu comecei a gritar e chorar, meu deu muito medo de não conseguir sair daqui, e meus bbs meus tesouros mais preciosos, estavam dormindo no quarto cheio de gelo, as pessoas gritando por socorro nas casas aqui da rua de baixo, eu comecei a tentar abrir os ralos do quintal mais a agua estava no meu joelho e era tão fria, que doia, consegui falar com o kendi que me pedia calma, e eu mal respirava, a senhora que mora em cima desceu quase caindo, escorrengando junto com a agua, e veio me socorrer, ela me abraçou bem forte e me pediu calma, o meu primo deve ter ficado surdo na hora porque ele estava na casa dele, e nem abriu a janela, ela começou a tirar a agua da casa enquanto eu mexia na lama para abrir os ralos, tudo estava nadando, meus sapatos que estavam no baixo foram pro quintal, ....... ainda estou chorando de nervoso, e com uma dor no peito sem fim, a helena acordou pegou um pano uma toalha e começou a secar em volta dela, tadinha gente, o fe nem se mexia, graças a deus ele não acordou, ele é super desesperado, o meu sogro me ligando pedidndo para que eu saisse daqui, mais como, o tamanho das pedras era surreal, tomei cada pedrada na cabeça e nas costas, até que chegaram mais dois vizinhos, e começamos a tirar a agua com baldes e jogar na rua, limpar as folhas, tirar as pedras do caminho, tinha gente com inchada na mão puxando para fora das casas, o ken demorou duas horas e meia para chegar aqui, e eu pensando em como tirar meus bbs disso mais não tinha como, não tinha para onde fugir, a casa da minha tia, a agua estava no meio do sofá, graças a deus ninguem se feriu, mais as perdas foram grandes, o medo foi o pior.
Eu já passei por enchentes duas vezes, mais era eu, sozinha com gente da minha idade ou mais velha, hj o perigo cercava aquilo mais importa na minha vida, meus filhos, eu queria ter asas, poder me teletransportar, não desejo nada parecido a ninguem e disse na tv que vai chover de novo, só não se sabe qual vai ser a intensidade.
Senhor me de forças

5 comentários:

Samantha disse...

Foi terrível mesmo... em casa não aconteceu nada... mas deu pra sentir a intensidade da chuva aqui onde trabalho, estamos pertinho de Guarulhos.
Não consigo me imaginar no seu lugar, iria me desesperar também.

Flá disse...

Oi Pam!! Nossa imagino seu nervoso!! Nunca passei por isto, mas realmente quando estamos só nós é uma coisa, quando tem os pequenos é muito pior!! Grande beijo

Thaisinha disse...

Nossa! Imagino como vc ficou! Ainda bem que tudo passou e que seus anjinhos ficaram bem, isso é que importa! Aqui em SC tivemos maus momentos em 2008 e 2009, mas isso que vc viveu, o estar sozinha com eles, cara...
Beijos,
Thaís

Laudiane disse...

Nossa amadinha que susto...
Que Deus abençoe vc e sua família e que tudo fica bem viu???
Nem posso imaginar como deva er sido assustador, mas como vc bem disse ontem, bens materiais conseguimos de novo, a vida e nossos que amamso se está tudo bem conseguimos...
Mas como disse estou aqui se precisa de algo
Mil beijos
òtimo dia

Tati Tamie disse...

Menina, que loucura!! E tadinha da Hel...

Mas você sabe que nessas horas você não pode gritar e chorar, principalmente se seus filhos estiverem juntos. Você tem que ser mais racional, senão acaba assustando os dois....

Imagino seu desespero....

Bjosss